Notícias Política

Rogério Batista (PR), de Quatis, responde internautas

MATÉRIA REALIZADA PELO SITE DIARIODOVALE.COM.BR

Volta Redonda e Quatis – Nesta segunda-feira (11), foi a vez do candidato do PR à Prefeitura de Quatis, Rogério Batista, responder às perguntas enviadas por internautas através da página do DIÁRIO DO VALE no Facebook. Nesta terça-feira (13), o entrevistado será Diogo Balieiro, candidato a prefeito pelo PSD em Resende. Excepcionalmente, a entrevista de Diogo será realizada às 14 horas, por impossibilidade de agenda do candidato na parte da manhã. Veja a seguir a transcrição da entrevista.




Internauta: Qual sua proposta para os funcionários públicos?
Rogério Batista: Tenho no funcionalismo público municipal, principalmente no funcionário concursado, o funcionário efetivo, a memória viva do município. Nós sabemos que os agentes políticos são trocados de quatro em quatro anos, enquanto o funcionário efetivo tem um processo continuado na prefeitura. Mas quando se fala em funcionário público, nós temos que ter uma especial atenção com o servidor público municipal, mesmo porque se divide em classes como concursado, contratado e os cargos comissionados. Quando se fala do funcionário público municipal, precisamos ter sempre em mente que a valorização deles tem que ser continuada. Nós temos como objetivo fazer que esses cargos em confiança sejam ocupados por servidores efetivos. Dessa forma, teremos até uma diminuição da nossa folha de pagamento e isso pra nós é muito importante. Precisamos diminui5r o custeio da máquina e esse funcionário efetivo ocupando cargos comissionados, além de diminuir o valor do custeio do município também vai motivá-los a trabalhar de uma forma melhor. Sem dúvida que precisamos, a cada dia, motivar e suplementar esse funcionário. E no nosso governo isso vai acontecer. O funcionalismo público pode ter toda a certeza que a  nossa atenção com ele será muito grande, principalmente com referência á sua capacitação. Precisamos de um funcionalismo a cada dia mais u=humanizado para que agente possa dar um atendimento melhor aos contribuintes, que na verdade são os nossos patrões.

Internauta: Não aguento mais conviver com esgoto a céu aberto no bairro Barrinha, o cheiro é insuportável e a sujeira é despejada de forma irregular no córrego. A prefeitura alega que precisa de verbas para aumentar o potencial de captação do esgoto da cidade. Caso seja eleito o que pretende fazer para sanar o problema?
Rogério Batista: Hoje passei também pelo bairro Barrinha, assim como já fiz reuniões e até um comício naquele local. O bairro Barrinha é a entrada da cidade de Quatis e como tal deve ser tratado com respeito porque é um cartão de visitas. Além de ser a entrada da cidade esse bairro funciona como destino final de todo o esgoto do município. Nós temos uma estação de tratamento de esgoto que hoje é uma das melhores do sul do estado, mas essa estação não funciona porque não tem hoje o seu pessoal preparado como também não tem um tronco coletor que faça esse recolhimento do esgoto que vem da parte alta da cidade, do centro da cidade, e a gente sabe que o pessoal da Barrinha tem sofrido muito com isso e essa situação já foi alvo de várias reportagens e até hoje a administração não conseguiu dar uma resposta à altura do que a sociedade de Quatis quer. Buscaremos junto ao governo estadual e ao governo federal o recurso necessário para que a gente possa melhorar a situação daquele bairro. Tratar o esgoto também é uma preocupação muito grande que nós temos e não é só bairro Barrinha. Se você for no bairro Céu Azul, a coisa é triste demais, parece ser pior do que no Barrinha. Então nós temos hoje no distrito de Ribeirão de São Joaquim, no distrito de Falcão problemas com o tratamento de esgoto e isso precisa acabar. Nós precisamos fazer ações que tragam pra todos nós um pouco de conforto e seriamente pensamos no esgoto: precisamos tratá-lo da melhor forma possível.

Internauta: A educação precisa de atenção. Quais suas principais propostas para esta área?
Rogério Batista: Estive no bairro Céu Azul na semana passada e a gente fica surpreso de uma pergunta desse bairro fazer referência à educação. Sabemos que a educação é mola de um município, sabemos que a educação é o princípio, o meio e o fim de uma sociedade que possa ser mais organizada, mais justa, que seja mais solidária. Nós hoje tratamos a educação com muita responsabilidade. Precisamos principalmente dar qualidade ao ensino. Precisamos que a criança realmente saiba ler, escrever e principalmente interpretar. Nós temos assistido em vários veículos de comunicação até a falta de um aprendizado da maneira que precisa. O bairro Céu Azul é um local  onde a educação precisa partir principalmente da prefeitura com referência aos cuidados com aquele bairro. Precisamos  sim, de uma educação de qualidade, precisamos buscar a todo instante todo o equipamento, todo o material necessário pra que o corpo docente do município possa dar uma educação de qualidade às nossas crianças, aos nossos jovens e também aos nossos adultos. Nós temos hoje a preocupação muito grande de trazer para o município e de fazer funcionar de fato e de direito o EJA (Ducação de Jovens e Adultos). Sabemos que o município hoje possui um alto índice de pessoas que não concluíram o ensino fundamental e também que não concluíram o ensino médio. Isso para nós é muito ruim e faz com que o município fique numa situação desconfortável, mas a preocupação nossa com a educação é primordial. A gente sabe que a educação é tudo e nunca deixará de ser uma das maiores prioridades do meu governo.

Internauta: Qual a sua proposta para a geração de empregos e qualificação profissional?
Rogério Batista: Quando se fala em empregos, a gente vê que o desemprego vem pela crise que nós vivemos. A parte de empregabilidade, ela se dá principalmente pelas pessoas que hoje possuem nível técnico, são pessoas que através do mérito intelectual possam entrar em várias áreas de indústria, de comércio, de fábricas que hoje os nossos vizinhos possuem, em Porto Real, Resende, Itatiaia. Essa preocupação com o ensino técnico e profissional também é muito grande. Nós precisamos buscar a parceria com a Faetec, com o Pronatec, e essas parcerias são buscadas através de uma habilidade política. Nós precisamos trazer hoje cursos profissionalizantes para o município. Precisamos encarar essa situação como uma coisa muito premente. Quatis necessita desse ensino técnico profissional e esse ensino faz parte da educação, onde digo que a qualidade precisa estar em primeiro lugar, assim como o ensino profissionalizante precisa acontecer em nosso município. Somos um município que até hoje não sabemos qual é a nossa identidade: se ela é agropecuária, se ela é industrial, se ela é turística, e isso precisa ser dado ao município, essa característica, e precisamos trabalhar a parte técnico-profissional . então a nossa preocupação é muito grande e nós vamos envidar todos os esforços  para buscar todos os recursos necessários para que tenhamos no município escolas técnicas para formar os nossos trabalhadores e fazer com que eles tenham oportunidade de emprego e melhor qualidade de vida.

Internauta: Muitos adolescentes são apreendidos por envolvimento com o tráfico de drogas na cidade. Em seu plano de governo existe alguma proposta para reverter esta situação?
Rogério Batista: Sim. Quando se fala em criminalidade, quando se fala nos jovens que hoje estão se perdendo pelo tráfico de drogas, pelo uso de drogas. O que nós precisamos fazer e temos na Secretaria Municipal de Assistência Social um veículo muito forte para que a gente possa mapear o município, ver as pessoas que se encontram em situação de risco e partir daí, tratá-las da maneira que precisa. A secretaria de Assistência Social não é só um local de distribuição de cesta básica, mas é uma secretaria que precisa estar numa ação conjunta comas de Educação e de Esporte e Lazer, porque essas três secretarias, de mãos dadas, podem criar várias situações em que ocupemos os horários em que essas pessoas não estão sendo atendidas pelo município. OU seja, a Educação, que tem uma determinada criança, um determinado jovem, estudando na parte da manhã. Precisamos que seja ocupado o tempo dessas pessoas na parte da tarde, porque quando não ocupam o tempo dele, o tráfico vem e faz a parte dele. Precisamos sim de um apoio a mais da Polícia Militar, de um apoio maior da Polícia Civil, precisamos que os guardas municipais sejam mais presentes nas ruas, mas não com intuito de bater em alguém ou de prender, mas de tratar, na medida do possível, esse problema na sua raiz. Fazer com que tenhamos uma secretaria de Assistência Social que possa buscar e verificar as situações de risco e a partir daí, fazer um trabalho social muito ngrande com essas pessoas. Quatis necessita disso. Temos várias situações que nos têm chateado demais. Temos furtos, roubos e até latrocínios, num município tão pequeno. A nossa preocupação é enorme com esse assunto pos se trata de segurança pública.

Internauta: Existe algum projeto para preservar os recursos naturais de Quatis?
Rogério Batista: Quem vive na cidade hoje vive um problema sério de água. Hoje nós temos a Emater fazendo um trabalho de mapeamento de todos os sítios que possuem reservas de água, que possuem nascentes, e tem sido feito um trabalho muito legal com referência à manutenção desse local. A preocupação com o meio ambiente é primordial. Nós temos hoje órgãos externos à prefeitura que ajudam o município e nós, no nosso governo a partir de janeiro de 2017, faremos ainda maior essa aproximação para que o meio ambiente seja tratado da forma que precisa. Precisamos de uma secretaria do meio ambiente que aja de uma forma mais firme. O esgoto é um problema. Bairro Barrinha é um problema sério com referência a esgoto. Nós não temos visto a ação da secretaria do Meio Ambiente para que possa coibir esse tipo de coisa. A preservação ambiental será uma preocupação de nosso governo.

Internauta: O senhor acha que a prefeitura terá recurso para atender as demandas da população diante da crise econômica?
Rogério Batista: A crise econômica também nos ensina a trabalhar. O administrador se mostra administrador justamente quando a falta de recursos é maior. É lógico, sabemos que precisamos de recursos para que as coisas andem até mais rápido. Mas a crise não pode ser culpada de serviços essenciais ao município deixares de ser atendidos. É preciso que tenhamos um financeiro que possa dizer para o prefeito onde ele pode ou não aplicar os recursos do município. Se temos menos recursos, precisamos gastá-los melhor. Fazer mais com menos, isso é a tônica do nosso governo. Não faz uma administração em qualquer área do município sem que estejamos devidamente planejados. A gestão pública precisa ser de qualidade, com pessoas voltadas para que o gasto público seja menor com a máquina e maior com a população.

Internauta: Qual a sua proposta para a área da saúde?
Rogério Batista: A Saúde é a área mais problemática mais problemática no país inteiro, não apenas no município. As pessoas querem chegar no Hospital São Lucas e serem atendidas. Ela quer chegar num posto de saúde, em qualquer unidade hospitalar e ser atendida. Ela paga seus impostos para que possa ter retorno. A saúde do nosso município está muito precária. Estamos falando da falta de remédio na farmácia municipal, e no hospital São Lucas, que é uma instituição privada mas tem convênios com o município, que é seu principal mantenedor e precisa suplementar esses recursos. Precisamos também investir em saúde preventiva.

Internauta: O que o candidato pretende fazer para a localidade de Falcão, distrito de Quatis?
Rogério Batista: Temos projetos com referência à agricultura, pecuária de leite, pecuária de corte, turismo rural. Precisamos que Quatis tenha uma saúde muito boa. Temos muito carinho por Falcão. Queremos Falcão como um distrito desenvolvido.

Internauta: A RJ 159, rodovia que liga Barra Mansa a Quatis, continua com mato alto e sempre apresenta problemas, mesmo sendo uma rodovia estadual o que o município pode fazer?
Rogério Batista: Essa rodovia não liga barra Mansa a Quatis. Liga Barra Mansa A Resende. Todos os recursos do município passam por ali. No último fim de semana um cidadão de moto atropelou um cavalo e hoje corre risco sério de morrer. Temos um compromisso de manter aquela estrada limpa, sinalizada e com segurança adequada.

Fonte: http://diariodovale.com.br/tempo-real/pergunte-ao-candidato-rogerio-batista-pr-de-quatis-responde-internautas/

Você pode gostar

Leia Mais